O que é email marketing e quais são seus benefícios

O email marketing é muito versátil e democrático. Entenda suas vantagens, aplicações, exemplos e quem pode enviar.

O que é email marketing?

Email marketing é toda comunicação por email, de cunho comercial ou informativo, que você solicitou receber.

Se você se cadastra em um site e marca a opção “Desejo receber newsletter dessa empresa”, está permitindo que a empresa em questão lhe mande comunicações por email, e cada mensagem que ela lhe mandar após – e enquanto durar – a sua autorização é chamada de email marketing.

Benefícios

Os principais motivos para incluir ações de email marketing em seus planejamentos de comunicação e marketing são:

  • Ótima relação custo-benefício
  • Ecologicamente correto
  • Mensurável
  • Resultados em tempo real
  • Constrói relacionamentos
  • Permite uma comunicação one-to-one
  • Interativo
  • Favorece viralização
  • Integração com outras campanhas
  • Rápido de desenvolver

Exemplos de uso do email marketing

Há diversas maneiras de usar o email marketing no mix de comunicação de uma empresa. É possível enviar newsletters, ofertas de serviços e produtos, comunicados, press-releases, notificações de compra, extratos, recibos, convites, cartões, pesquisas, cupons, lembretes e muitos outros exemplos que podem variar conforme o segmento de atuação da empresa.

Além de empresas, muitos profissionais liberais podem se beneficiar das comunicações por email para aprimorar o relacionamento com seus clientes. Profissionais de saúde, por exemplo, podem enviar a seus pacientes avisos de consulta, receituários, prontuários, lembretes de retorno e dicas de bem-estar.

Quem pode enviar email marketing

Todos que tenham uma lista própria de contatosg, não importa quantos sejam. Uma lista de 20 contatos não é considerada pequena demais, principalmente se esses contatos forem de pessoas altamente relevantes para seu segmento.

Quem é o público-alvo ou os destinatários

Isso depende mesmo de qual é o público com o qual você se relaciona!

Se você é proprietário de uma micro ou pequena empresa, imagino que esteja pensando que seu público são seus clientes ou as pessoas que você gostaria que fossem seus clientes.

Já se você é o gestor dos recursos humanos de uma média ou grande empresa, pode supor que seu público seja os funcionários de sua empresa, pretendendo usar o email marketing para ações de endomarketing.

Em micro pequenas empresas, geralmente, o gestor “usa diferentes chapéus”, como se diz no jargão de startups para explicar que uma mesma pessoa atua em diferentes frentes: é designer quando precisa criar um folder para sua empresa, é parte do administrativo quando precisa reunir os documentos contábeis do mês para a contabilidade, e também é office manager quando precisa ir ao mercado comprar café e papel higiênico.

Da mesma forma, na atividade de planejar uma campanha de email marketing, é possível usar diferentes chapéus dependendo de com que tipo de público pretendemos nos comunicar.

Quem tem um e-commerce de bijouterias e semi-joias, por exemplo, não precisa se comunicar massivamente da mesma maneira com todas as pessoas que já compraram no site. Com alguma análise de dados de compra e de interações com ações de emails anteriores, é possível distinguir quem é consumidor final e quem é revendedor de seus produtos, por exemplo.

Não é porque todos são clientes que todos devem receber o mesmo tipo conteúdo no email marketing. Ao consumidor final pode interessar um tipo de produto ou de promoção, enquanto que ao revendedor pode interessar outro tipo de vantagem.

Isso tudo é pra te dizer que email marketing não precisa – e nem deve – ser uma simples ação de envio em massa, em que você só pensa em “disparar” a mesma mensagem para a máxima quantidade possível de endereços e “ver no que dá”. Email marketing também precisa de planejamento estratégico!

Comece a usar o Zenmail hoje mesmo!

crie sua conta